21/02/2015

When I Look At You (Mini-Fic) - Episódio 7

Para quem já não se lembra do que aconteceu antes, está aqui o episodio anterior. Boa leitora amores

Música da Mini-Fic: When I Look At You – Miley Cyrus

I'm not alone
Eu não estou sozinha
Yeah, when my world is falling apart
Sim, quando meu mundo está caindo aos pedaços
And there's no light to break up the dark
E não há luz para quebrar a escuridão
That's when I, I, I look at you
É quando eu, eu, eu olho para você

me seduziu u.u

San Francisco – Motorcycle of Joe (USA)
13th October 2014
Monday, 01:06 p.m.
Narradora On


  Já fazia uns dez minutos que Demi e Joe seguiam na moto do segundo, em pleno silêncio. Demetria nem sequer fazia ideia de para onde iam, mas manteve-se em silêncio, agarrando-se fortemente a Joseph que mesmo sem querer, sorria com isso. Quando pararam num sinal vermelho, Demi pode ouvir o seu iPhone tocar e com algum esforço conseguiu retirá-lo do bolso, atendendo depois rapidamente. 

- Alô?
- Oi, Dem. Está tudo bem?
- Nick? 

  O sinal mudou para verde, e Joe ao perceber quem tinha ligado para Demi, arranca com toda a velocidade, assustando a rapariga.

- Meu Deus, que barulho é esse aí? 
- O quê? Eu não estou conseguindo te ouvir, Nick. Eu posso ligar para você mais tarde?
- Sim, mas...
- Eu amo você. - sim, Joe acelerou ainda mais. - Até logo. 
- Eu também te amo. Tchau, Dem. 
- Joseph, você quer nos matar? - apertou-se ainda mais contra o rapaz, que mantinha uma expressão séria no rosto. - Está me ouvindo? - Joe apertou mais o volante em suas mãos, ignorando a rapariga. Passaram-se mais alguns minutos, até que finalmente o rapaz parou a moto em frente a uma enorme casa, que no pensamento de Demi seria a sua.
- Joseph! - a rapariga gritou, pegando no braço do rapaz que se afastava dela. - O que deu em você? Enlouqueceu?! 
- Me largue, droga! - puxou o seu braço com força da mão da garota.
- Porra, você é completamente bipolar, ou então louco! Num momento esta bem noutro esta mal, porra assim não dá! Eu nunca gostei de homens malucos! Muito menos idiotas e brutos! - gritou com raiva. 
- Claro que não, você prefere aqueles rapazes sem sal como o seu amiguinho não é?! - disse com nojo e raiva.
- Espera... Não me diga que você esta com ciumes de Nick? - disse irritada. - Ele é apenas meu amigo e... Você não tem o direito de ficar com raiva dele ou sequer do ofender! Porque eu também não digo nada sobre as putas com quem você apanha carona! Nick é uma pessoa incrível e...
- Não se atreva a continuar essa frase de merda. - interrompeu rosnando de raiva, o que assustou Demetria.
- Você não tem o direito de falar assim comigo, nem de me dar ordens! Eu termino sim a frase se eu quiser, porque a boca é minha! Nick é uma pessoa incrível e espectacular, ele sim sabe tratar uma mulher não é como você! Que é um garoto mimado e fútil! Quer saber Nick é...
- BASTA! - Joseph gritou com tanta raiva e ódio que assustou a garota, que acabou caindo em cima da mota.
- Aii... - Demi sussurrou tocando no seu pé, que estava preso debaixo do motor quente da mota.
- Você esta bem? - perguntou, agora preocupado desviando a moto de cima da garota. 
- Você acha que eu pareço bem?! Caí em cima de uma moto que caiu em cima de mim e queimou meu pé, acha mesmo que podia estar bem? - debochou irónica. - E sabe que mais a culpa é sua. - Joe aí se tocou, a culpa tinha sido mesmo dele, dele e dos seus ciumes? Será que ele tinha mesmo ciumes dela? 
- Me desculpe. - sussurrou cabisbaixo, ele não conseguia olhar para ela, não sabendo que a tinha machucado. 

...

  Tinham passado três dias em que Demetria e Joe não se falavam, ambos tinham um orgulho muito grande. Já passava das dez da noite e Demi ainda estava trabalhando, ela queria despachar o caso de Joseph o mais depressa, para não ter de olhar na sua cara nunca mais. A garota estava completamente irritada com ele e o seu ódio ainda aumentava mais quando olhava para o pé esquerdo que estava envolto de uma ligadura.

- YES!!! - a rapariga festejou quando encontrou no meio de tantos números, aquele que procurava. - Graças a Deus! - bebeu um gole de água. - Obrigada, Deus! Muito obrigada! - agradeceu mais uma vez aos céus, pelo o seu achado.

____________________________________

De: Demetria Lovato
Assunto: Descobri algo
Data: 16 de Outubro 2014 | 22:27
Para: Joseph Jonas

Boa noite, Joseph.
Acho que descobri algo sobre Lauren que lhe pode interessar, podemos nos encontrar amanhã?

Demi

____________________________________

    Demi continuou a sua pesquisa, e quanto mais o fazia, mais coisas descobria. Nada lhe garantia que aquilo tinha mesmo haver com Lauren, mas a julgar por todos os dados que tinha conseguido, não custava nada acreditar que finalmente tinha descoberto alguma coisa importante. Demetria conferiu o seu e-mail, e surpreendeu-se quando viu que Joe já tinha respondido, exatamente cinquenta segundos depois dela lhe enviar o mail.

____________________________________


De: Joseph Jonas
Assunto: Encontro de amanhã
Data: 16 de Outubro 2014 | 22:28
Para: Demetria Lovato

Olá, Demi.
Esteja no Starbucks às 09h00m.
Você está melhor? Eu não queria ter machucado-a, espero que já tenha entendido isso. 
Beijos

Joe

____________________________________

De: Demetria Lovato
Assunto: Preocupação falsa desnecessária
Data: 16 de Outubro 2014 | 22:33
Para: Joseph Jonas

Tudo bem.
Sim, eu estou, não precisa de se preocupar comigo.

Demi

____________________________________

De: Joseph Jonas
Assunto: Preocupação demasiado verdadeira
Data: 16 de Outubro 2014 | 22:35
Para: Demetria Lovato

Mas eu me preocupo e até demais.
Durma bem, Demi. (E sonhe comigo)
Bj

Joe

____________________________________

  A rapariga revirou os olhos assim que leu o último mail, ainda estava chateada com ele, pelo menos, até o seu pé parar de doer. Olhou as horas no computador e arregalou os olhos quando percebeu que já era quase onze da noite. Estava cansada e precisava de uma boa noite de sono, apenas isso para esquecer, apenas por umas horas, Joseph Idiota Jonas.

San Francisco - Starbucks 
Friday, 09:05 a.m.

- Não sabia que você era assim tão pontual. - Joseph sentou-se em frente à morena, que o encarava séria.
- E eu não sabia que você custumava se atrasar tanto. - Demi retrucou irritada.
- Atrasar tanto? Eu só me atrasei cinco minutos.
- Joseph, eu tenho mais que fazer e não tenho tempo para os seus atrasos. - disse um pouco fria, e ainda com uma expressão séria no rosto.
- Okay, me desculpe. - Joe fez o seu pedido, quando um rapaz simpático chegou perguntando o que eles queriam. Assim que o rapaz se afastou, deixando-os a sós novamente, ele voltou a encarar Demi à sua frente, que ainda mantinha a sua expressão séria. - Pode me contar o que descobriu? 
- Parece que houve recentemente um desvio de dinheiro da conta do seu pai. Até porque o seu pai tem três contas ativas através da empresa e de cada uma delas, foi desviado dinheiro para outra conta, o que resultou em uma quantia bastante elevada. Pode até...
- Espera, isso quer dizer que Lauren anda a roubar o meu pai? Mas isso é ótimo, já po... - perguntou com um enorme sorriso, interrompendo-a.
- Melhor você não festejar já, o desvio de dinheiro pode ter sido feito pelo seu próprio pai. - desta vez foi Demi quem o interrompeu.
- Hm, acho que não. Você sabe mais alguma coisa? 
- Não, apenas que essa conta está em anónimo, não consegui descobrir a quem pertence. Mas acho que já é alguma coisa. - Demi falou agora mais descontraida e com um leve sorriso.
- Claro que é. Obrigado, Demi. Você está me ajudando tanto e eu ainda a machuquei. - Joe pegou na mão da rapariga em cima da mesa, olhando diretamente nos seus olhos e pode sentir a mesma ficar um pouco tensa. - Eu nunca a quis machucar, Demi, mas acho que os ciúmes falaram mais alto. Me desculpe, eu não queria ter gritado tanto com você. 
- Joe, tudo bem, não é pre...
- Você foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos tempos e acho que fiquei com medo de... Não interessa, apenas me desculpe, nunca foi a minha intenção te machucar, Demi. 
- Está desculpado. - disse e abriu um sorriso, pela primeira vez sincero naquele dia. 


  O rapaz simpático de à bocado, voltou a interrompe-los, deixando os pedidos em cima da mesa. Os dois não voltaram a falar mais nada, simplesmente tomaram o pequeno-almoço em meio a olhares e meios sorrisos.
...


  Joe parou a mota em frente ao portao da faculdade de Demetria, a mesma desceu da mota com a ajuda dele e ambos sorriram um para o outro. 

- Está entregue. Boas aulas, Demi.
- Obrigada, Joe. Eu te informo se tiver mais informações que possam incriminar Lauren. 
- Okay. - deu um beijo na bochecha da rapariga que sentiu-se corar com o ato. - Eu passo por volta das oito e meia da noite em sua casa, esteja pronta e bonita, se bem que isso não vai ser dificil. 
- Isso é um convite para jantar? - perguntou sorrindo.
- Não, é apenas um aviso. Até logo, Demi. 

  Sem dizer mais nada, Joseph arracou na sua mota, deixando para trás uma Demetria com um enorme sorriso no rosto. 

Continua...

apaixonada pelo filme e pelo gif *-*
Heeey sweets :) Td bem com vcs? Comigo n, eu e a Sanny vamos ter 3 testes pra semana -.- É, isso significa que vamos ficar um tempinho sem postar, mas esperemos que seja pouco. Sorry mais uma vez e aguardem porque o proximo episodio vai ser muito cute cutee :33
We love all
Fiquem bem <3 

By: Mia 

18/02/2015

Spoiler *-*

Aqui vai um spoiler do epi sete de WILAY, porque não sei se vamos conseguir postar hoje, a Mia não sabe se consegue escrever :cc Bjs e desculpem (novamente) :ccc LOVE ALL <3

"- Joseph, você quer nos matar? - apertou-se ainda mais contra o rapaz, que mantinha uma expressão séria no rosto. - Está me ouvindo? - Joe apertou mais o volante em suas mãos, ignorando a rapariga. Passaram-se mais alguns minutos, até que finalmente o rapaz parou a moto em frente a uma enorme casa, que no pensamento de Demi seria a sua.
- Joseph! - a rapariga gritou, pegando no braço do rapaz que se afastava dela. - O que deu em você? Enlouqueceu?! 
- Me largue, droga! - puxou o seu braço com força da mão da garota.
- Porra, você é completamente bipolar, ou então louco! Num momento esta bem noutro esta mal, porra assim não dá! Eu nunca gostei de homens malucos! Muito menos idiotas e brutos! - gritou com raiva. 
- Claro que não, você prefere aqueles rapazes sem sal como o seu amiguinho não é?! - disse com nojo e raiva.
- Espera... não me diga que você esta com ciumes de Nick? - disse irritada. - Ele é apenas meu amigo e... você não tem o direito de ficar com raiva dele ou sequer do ofender! Porque eu também não digo nada sobre as putas com quem você apanha carona! Nick é uma pessoa incrível e....
- Não se atreva a continuar essa frase de merda. - interrompeu rosnando de raiva, o que assustou Demetria."

Nois viciamos :33

17/02/2015

Hey *-*

Só para avisar que estamos a escrever, e esperamos postar amanhã sem falta :) LOVE ALL <3


#HappyBirthdayEdSheeran

09/02/2015

Adore You - Trailer *-* (See >-<)

Hey sweets. Como estão? Bem eu espero :) Então é assim eu (Sanny) distraíme aqui com o movie maker e advinhem? Fiz um trailer para Adore You, bem o video/trailer tem algumas cenas parecidas, não sei se serão iguais, à fic... É para vocês terem uma ideiazinha, okay? Bem eu confesso que já fiz trailers melhorzinhos (tipo um de uma mini-fic que eu tou ansiosa para postar aqui kk), mas como com a história da fic, não existia muitas cenas na net para demonstrar teve de ser assim, eu espero do fundo do coração que gostem. O video esta aqui em baixo, mas eu vou deixar o link do youtube também, lá na descrição tem todos os direitos de autor, das músicas e cenas que eu usei... não sei se ficará com melhor qualidade lá ou aqui, mas enfim. Espero que gostem, como a Mia disse, não sabemos quando vamos postar, mas sexta ou sábado vou tentar porque na próxima semana são três dias de férias de carnaval \o/.

video



Link Youtube::: https://www.youtube.com/watch?v=Sd7OaGPdCo4&feature=youtu.be

Ps: Se tiverem alguma questão em relação, ao trailer, fic, etc, perguntem nos comentários ;)

By: Sanny :3

07/02/2015

All I Want For Christmas Is You - Epílogo

Leiam as notas finais. Boa leitura amores 

quem aí babou além de mim? *-*

New York - Jemi House (USA)
One day for Christmas
Sunday, 08:20 p.m.
Narradora On


Seven Years Later...

- Mamãe! - a pequena garotinha, correu na direção da mãe que preparava alguns doces de Natal.
- O que foi, princesa? - sorriu. 
- Os vovós chegaram e a tia Lucy e o tio David também. - a menina pulou de alegria, ela adorava ver a familia toda junta. 
- Sério? Então e o seu pai? - Demi perguntou enquanto apagava o fogão para ir cumprimentar os convidados. 
- Ele esta lá fora tentando por as luzes na árvore de Natal ou algo assim. - Cathie disse, fazendo gestos estranhos com as mãos, o que fez Demetria rir. Apenas com cinco anos, Cat era uma criança curiosa e adoravél, ela tinha tido sorte. 
- Venha princesa, vamos falar com os seus avós e depois vamos ter com o seu pai, okay? - pegou a filha ao colo.
- Uhum. - concordou e abraçou forte a mãe. 
- Demi. - Denise disse assim que viu a nora entrar na sala. - Como você esta maravilhosa. - abraçou Demi com cuidado para não esmagar Cathie.  
- Oi Dems. - Lucy disse sorrindo, elas tinham se tornado muito amigas.
- Oi. - pousou a garota no chão. - Você está ficando pesada, princesa. - todos soltaram uma risada com a cara de emborrada que Cat fez. - Desculpem o Joe não estar aqui ma...
- Falando de mim? - o garoto perguntou sorrindo. enquanto entrava em casa, acompanhado de Selena, Miley e os seus respetivos maridos. - Olhem quem eu encontrei lá fora.
- Selena, Miley! - Demi podia ter a idade que tivesse, que sempre ficava empolgada quando via as amigas. - Vocês vieram!
- Claro que viemos, não podiamos deixar de comer os seus doces de Natal. - Selena disse rindo juntamente com Miley, enquanto abraçavam a amiga.
- Interesseira. Bem agora que estamos todos... Espera aí, não falta aqui alguém?
- Agora que diz isso... O Robert? - Miley perguntou já querendo entrar em desespero.
- Olhem quem eu também encontrei na cozinha, comendo bolo rei. - Joe disse trazendo consigo Bert. O filho de Mi tinha se tornado num belo rapaz, com os seus doze anos já podia ser considerado um quebra corações.
- Robert! - Liam repreendeu o filho.
- Não tem mal nenhum, a minha querida esposa fez doces de natal para um batalhão. - Joseph disse rindo.

...

- Demi, o jantar estava delicioso. - Paul elogiou enquanto todos concordavam com ele. 
- Obrigada. - Demi sorriu.
- É agora que abrimos os presentes? - Cathie interrompeu, fazendo toda a gente rir com a pergunta dela, visto que ainda eram dez horas e meia da noite e assim como outras milhões de familías, também era tradição deles abrir os presentes só à meia-noite do dia 25.
- Não, filha. Só à meia-noite, você já devia saber. - Joseph explicou calmamente para a filha, enquanto alguns já se começavam a levantar da mesa.
- Ah, papai, mas é que eu quero logo saber se o Pai Natal me vai dar o que pedi. - disse, fazendo biquinho e Joe a pegou no colo, dando um beijo na bochecha da filha.
- O papai promete que logo você vai ter o que pediu. - falou sussurando ao ouvido de Cat, já que ele tinha ajudado a fazer a carta ao Pai Natal junto com a menina e sabia muito bem do que se tratava o pedido dela.
- O que foi que você pediu, princesa? - Demi perguntou para a filha, mas foi Joe quem respondeu rapidamente.
- Isso não interessa agora. Nós vamos para a sala, okay amor?

  O "Nós" referia-se a todos os homens e a pequena Cat, já que como em todos os Natais, as mulheres ficavam a arrumar a mesa do jantar e eles iam para a sala por a conversa em dia, que muitas vezes se tratava simplesmente de futebol.

- Uhum. - murmurou e recebeu um selinho de Joe, vendo-o em seguida caminhar até à sala, juntamente com os restantes homens.

...

- Então, Demi, o que você pediu para o Joe este ano? - Selena perguntou, elas estavam entretidas na cozinha a falar sobre o que cada uma tinha pedido aos maridos. 
- Nada. - deu de ombros.
- Como nada? - desta vez foi Miley quem se pronunciou. - Pelo amor de Deus, Demetria, uma mulher tem sempre que deixar um homem quase na miséria na altura do Natal! Essa é uma regra de ouro. 
- O quê? Que raio de regra é essa, Mi? - Demi perguntou rindo do que a amiga disse. 
- É, pergunto o mesmo que a Demi. Como assim você quer que a minha nora deixe o meu filho falido? - Denise perguntou séria, cruzando os braços.
- Oh, Denise, me desculpe, mas já que homens não nos dão nada durante o ano, ao menos na época do Natal eu quero ter uma prenda bem cara nas minhas mãos. 
- Eu estava brincando, querida. - respondeu rindo e todas riram também, mudando logo para outro assunto. 
- Melhor nós irmos andando, já é quase meia-noite e eu acho que uma princesinha não vai querer esperar muito mais. - Lucy disse referindo-se à sobrinha.
- Vamos. - disse Demi e riu, lembrando-se de como a filha sempre ficava eufórica para abrir as prendas.

...

- Amor, você está acordada? - Joe perguntou baixinho, enquanto se deitava na cama e abraçava Demi. 
- O que foi, Joseph? - perguntou irritada, estava quase a dormir e Joe tinha que a acordar com aquela pergunta idiota. 
- Gostou da noite?
- Claro que sim. - sorriu, tinha sido uma das melhores noites de Natal que alguma vez já tinha tido. - Joe, você sabe o que a Cat queria? Eu pensei que fosse aquela boneca que ela andava a pedir à meses, mas ela disse que não era aquilo que tinha pedido. - ouviu a risada anasalada do marido e viu-o esticar-se até à gavetinha da mesa de cabeceira, retirando de lá um papel rosa. 
- "Olá, Pai Natal. Este ano o papai e a mamãe dizeram que eu me portei bem, então quero pedir um irmãozinho. Eu gostava muito de ter um irmãozinho ou uma irmãzinha para poder brincar e podermos ser uma familia ainda maior. Prometo que se me deres um irmãozinho, vou portar-me bem, vou sempre dividir tudo com ele, menos as minhas bolachas de chocolate e vou amá-lo muito, assim como amo a mamãe e o papai. Adoro-te, Pai Natal."

  Assim que Joe acabou de ler a carta, que obviamente tinha a letra dele, já que Cathie ainda não sabia escrever, olhou para Demetria e sorriu ao ver o sorriso enorme que ela tinha no rosto. 

- Ela disse mesmo isso?
- Sim, ela que pediu para eu escrever isto. - pousou o papel na mesinha e deitou-se por cima de Demi, com um sorriso malicioso nos lábios. - E eu acho que deviamos lhe dar o ela quer, ainda vamos a tempo. - disse e começou a distribuir selinhos pelo pescoço da amada. 
- Não acha que ainda é muito cedo para ter outro filho? - Joe ergueu os olhos para os dela.
- Claro que não, meu amor, uma equipa de futebol tem que ser feita rapidinho. - disse e ouviu Demi gargalhar. 
- Vai sonhando que eu vou ter esses filhos todos, Joseph. 
- Chega de conversa, melhor começarmos logo a treinar. - Demi riu, enquanto Joe voltava a sua atenção novamente para o pescoço dela. 
- Eu te amo. 
- Não mais que eu. 



Hey sweets c: Parece que demoramos muito menos do que esperávamos, acho que agora já nem faz sentido aquele aviso 'kkkk. A Sanny estava meio indecisa se fazia ou não o epílogo, mas como eu sou vossa amiga, eu disse que iriamos sim fazer. Quero ouvir agora todos: A Mia é a maior \o/ 'haha. Bem, a Sanny tbm estava meio sem ideias então acho que era por isso que ela não queria fazer o epílogo, mas eu consegui escrever pra vcs, amores. Sim, é para agradecerem agora 'hahaha E agora vem a parte mais triste, nós vamos ter montes de testes para a semana :cc então só iremos conseguir postar WILAY talvez só para a outra semana. Sorry sweets :/
Fiquem bem 
We love all <3

By: Mia

06/02/2015

Aviso *-*

Hey, hey sweets. Eu só queria avisar que não sei quando vamos postar, ah e eu vou falar com a Mia pq secalhar a mini fic de natal n vai ter epilogo :( portanto se ela concordar comigo n vai haver epilogo. Assim quando postar vai ser da "When I Look At You"... Bjs 
We Love All <3

I'm dead *-*